quarta-feira, 10 de julho de 2013

cobertor e quereres

usar o mesmo cobertor que não esquenta.
essa frase sem sentido se torna a melhor definição do que é esperar por alguém que não quer chegar. te espero, te acolho, com flores, com braços, quente e presente. você não ousa, você não pede.
Não está nem aí como nunca esteve. Nunca deseja nada porque nunca (me) desejou. Faz mal não, bem. É de não quereres que se monta a vida. Você não é um organismo guiado apenas pelo destino, mas sim pelo querer.
No nosso caso, nem o destino te fará chegar. Impressão, sabe?
Intenção, perdição, frustração.
E eu rogo para esquecer. Para te. E nunca mais voltar em ti.
E me esquivar de qualquer tentativa inquieta do destino de fazer eu esperar por você de novo. E de novo, e de novo..
tudo novo.
Para mim e para você.

Um comentário: